quinta-feira, 11 de maio de 2017

Biografia de Domenico Pellegrini

Pintor italiano

Nasceu em Galliera di Bassano, Pádua, em 19 de Março de 1759;
morreu em Roma em 4 de Março de 1840.

Estudou na Academia de Belas Artes de Veneza, sendo discípulo de Lodovico Gallina. Ganhou os primeiros prémios em 1782 e 1784, tornando-se um retratista pela influência de Alessandro Longhi, o mais importante retratista veneziano do seu tempo. Amigo e protegido do escultor Antonio Canova, seu conterrâneo e um dos principais expoentes do neo-classicismo, completou a sua educação artística em Roma com o pintor Domenico Corvi, sendo influenciado por isso pelo estilo classisante de Anton Raphael Mengs. Em Roma expôs em 1788 o seu quadro Rinaldo e Armida.

Começou então a viajar. Em 1789 estava em Paris, e no ano seguinte irá estabelecer-se em Nápoles, onde pintou bastantes retratos, em concorrência com a pintora francesa Elisabeth Vigée Le Brun que vivia em Nápoles desde Abril de 1790, e onde se manterá até Abril de 1792. Pellegrini saiu de Nápoles nesse mesmo ano indo-se para Londres. Na capital britânica viverá até 1803, tendo trabalhado muito e ganho bastante, sendo influenciado pelos grandes retratistas britânicos, sir Joshua Reynolds, que já que tinha morrido quando o pintor veneziano chegou, e George Romney, que morreria em 1802. Em Londres, foi protegido pelo gravador florentino Francesco Bartolozzi, que retratou num belíssimo quadro actualmente na Academia de Veneza.

Por recomendação de Bartolozzi, estabeleceu-se em Portugal em 1803, tendo vivido em Portugal até 1810, onde continuou a sua actividade de retratista da aristocracia e personagens importantes do país, tendo pintado também, em 1805, Laura Junot  por um brevíssimo momento embaixatriz de França em Lisboa, a célebre memorialista Duquesa de Abrantes. Em 1812 estava de novo em Londres, residindo mais tarde sucessivamente em Paris, Veneza e Nápoles, até que por volta de 1820 estabeleceu-se definitivamente em Roma.

Em 1837 foi nomeado para a Academia de São Lucas, à qual se afeiçoou tanto que lhe deixou em testamento todos os seus bens, para que com esse dinheiro se instituísse um prémio para jovens artistas.

Fonte:
Enciclopedia Italiana, Vol.XXVI
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...